estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-12-27

CAROLINA SALGADO, A TRAIDORA

O escritor e jornalista Miguel Sousa Tavares não se conforma com o facto da mulher que viveu cinco anos com o presidente do FC Porto ter escrito um livro. "Quis", escreve Miguel, "com a sua traição e o seu abjecto panfleto, manchar o trabalho de todos os jogadores e técnicos que se batiam no campo enquanto ela se exibia no camarote".
Ficamos, portanto, todos a saber que falar da vida noctívaga de Pinto da Costa e de Reinaldo Telles é traição, assim como parece ser traição mencionar a forma corajosa como o presidente do FCP enfrentou a Polícia Judiciária...em Espanha.
Eis um que um dia defende a regeneração do futebol português e dos seus dirigentes e no dia seguinte, afinal, se comporta como o mais cego dos fanáticos clubistas. Onde andavas tu Miguel quando a Carolina "se exibia no camarote"? Andavas por lá também... a discursar no Casino de Espinho em frente à primeira-dama azul e branca sem pestanejar...

3 Comments:

Enviar um comentário

<< Home