estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-11-29

O FANTASMA DE TOM JOAD

"Tom said "Mom, wherever there's a cop beatin' a guy
Wherever a hungry newborn baby cries
Where there's a fight 'gainst the blood and hatred in the air
Look for me Mom I'll be there
Wherever there's somebody fightin' for a place to stand
Or decent job or a helpin' hand
Wherever somebody's strugglin' to be free
Look in their eyes Mom you'll see me."

(trecho de "The Ghost Of Tom Joad" de Bruce Springsteen)

1 Comments:

  • At 10:51 da tarde, Blogger Bratt Jones said…

    Já cá devia ter vindo mais vezes mais cedo.

    "The highway is alive tonight,
    But nobody's kidding nobody 'bout where it goes."

     

Enviar um comentário

<< Home