estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-03-03

BOMBAIM

Scan0006
Aqui o Pedrão surge acompanhado do Gonçalo, o irmão mais novo na confusão minimal dos arredores de Bombaim, na India. Havíamos chegado do Sri Lanka e para poupar energias antes do voo para Frankfurt, Alemanha, na noite seguinte, decidimos ficar num hotel perto do aeroporto. Mesmo assim, o frenesim à frente do hotel era suficiente para assustar qualquer trauseunte português.

4 Comments:

  • At 5:16 da tarde, Blogger Antonio Miguel Matos said…

    grande Nuno! Andaste pr terras do oriente com a familia?
    e que tal postares aqui alguns desses momentos? :-)

    olha, fui ver a praia de s joao e quase que despareceu, tristeza. ja te mando as fotos.

    um abraço
    antonio

     
  • At 8:45 da tarde, Blogger NUNO FERREIRA said…

    Hei-de postar!
    Em relação à nossa querida São João, passei lá a terça de carnaval; estava com muito pouca areia e o mar estava a bater quase no CCL; O Pé Nú estava cheio!!!

     
  • At 10:12 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    os meus primos parecem uns autenticos faquir indianos!!!

    bem hajam e saudinha

    joao simoes
    saudações leoninas

     
  • At 4:07 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Excellent, love it! »

     

Enviar um comentário

<< Home