estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-06-25

Loucura ou a vitória sobre o caos

capt.wcnur16706252158.wcup_world_cup_soccer_netherlands_portugal_wcnur167[1]

Portugal 1-Holanda-O e a explosão total da folia na minha rua, nas varandas, nos carros, na rotunda junto à Orbitur. Um vizinho meu colocou uma cadeira em cima da passadeira em frente ao café onde toda a gente foi aparecendo em dilúvio como se tivessem acabado de assistir a um combate de boxe. Não foi bonito nem muito dignificante para um Campeonato do Mundo mas um tal de Ivanov ajudou à festa e deixou que o caos e o descontrole se instalassem em campo. Portugal venceu a Batalha de Nuremberga. Figo, Deco e Simão, por exemplo, não estão isentos de culpas mas quem abriu as hostilidades, pergunto eu, que sou português? Foram eles, que arrumaram com Cristiano Ronaldo para as boxes e foram sempre demasiado jovens e indisciplinados. Van Basten foi sempre o rosto da tensão desse mesmo nervosismo holandês. Venham os ingleses. Estamos nos quartos de final. Obrigado Scolari.

P.S. mauzinho : Ainda não foi desta que os Pintos da Costa pularam de alegria...

2 Comments:

  • At 9:18 da tarde, Blogger raiugA odraciR said…

    Viva Portugal!!! (O Pinto da Costa assistiu ao jogo no estádio e já congratulou a Selecção...)

     
  • At 10:16 da tarde, Blogger NUNO FERREIRA said…

    Eu sei, também leio as notícias. É um hipócrita e chega tarde ao comboio. Como não o conseguiu travar, tenta entrar à pressa na carruagem. Que vá dar banho ao tareco e ao bobi...

     

Enviar um comentário

<< Home