estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-02-10

Interlúdio

natur[1]
Algures na Dinamarca

3 Comments:

  • At 12:08 da tarde, Blogger Anamargens said…

    Seria bonito em qualquer lugar do planeta...
    Na Dinamarca também.
    Ou até mesmo na Arábia Saudita !

     
  • At 5:16 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » » »

     
  • At 7:56 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. here

     

Enviar um comentário

<< Home