estradas perdidas

Atrás de casa, encoberta por tufos de erva daninha, silvas e bidões abandonados, o comboio de janelas iluminadas vinha das Quintãs e silvou depois do túnel em curva, em direcção a Aveiro. Ali ao lado há uma estrada, a minha primeira estrada. Mulheres e homens cruzam-na impelindo teimosamente os pedais das bicicletas. Junto à vitrine de um pronto-a-vestir lê-se "Modas Katita". De uma taberna, saem dois homens que se dirigem para duas Famel-Zundapp. Estrada perdida.

2006-02-06

NÃO OFENDAS SENÃO QUERES SER OFENDIDO

r2703329411[1]
Alguma Europa, que se julga detentora da verdade, da democracia e dos direitos humanos, acha que ofender ainda mais o mundo islâmico é uma forma venerável de liberdade de expressão. Aqui no Estradas Perdidas somos pela tolerância e diálogo, pela construção de pontes entre culturas e religiões, contra o racismo anti-muçulmano na Dinamarca, a proibição do "chador" em França ou a ocupação imbecil do Iraque por forças ocidentais.

8 Comments:

  • At 11:59 da tarde, Blogger Carlos Azevedo said…

    Não se trata disso, Nuno. Eu, pessoalmente, recuso-me a troçar de qualquer religião (e sou agnóstico). Acho que a fé é uma coisa muitíssimo pessoal, e que da mesma forma que exijo respeito pela minha posição face à religião, devo respeitar as posições alheias. Ainda pessoalmente, não achei particular piada ao cartoon. Mas, para dizer a verdade, há imensas coisas de que eu não gosto e nem por isso acho que elas devem ser abolidas. Se alguém acha que foram ultrapassados os límites, recorre aos meios judiciais; o que não pode é pegar fogo a embaixadas e muito menos ameaçar os dinamarqueses que vivem nos países arábes.

     
  • At 1:30 da tarde, Blogger NUNO FERREIRA said…

    Claro

     
  • At 1:33 da tarde, Blogger NUNO FERREIRA said…

    Claro que não, ainda não estava nesse patamar quando escrevi o post, até porque a questão passou a ser instrumetalizada pelos radicais islâmicos e quando se começa a queimar bandeiras e a queimar embaixadas, não existe diálogo possível

     
  • At 2:47 da tarde, Blogger Helena Thadeu said…

    Até que enfim que leio uma opinião similar à minha. Já estava a ficar deveras assustada por encontrar nesses blogues fora opiniões absolutamente xenófobas e rácicas. :)

     
  • At 11:11 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Não ofendas se não queres ser ofendido??? Diga-me por favor se os cristãos podem em países islamicos praticar a sua relegião livremente? Se não sabe eu digo-lhe: Não podem! Nem publicamente nem em privado. Sempre que o fazem correm o risco de perder a vida. Por isso quem acima de tudo tem de ajustar as suas expectativas quando ao mundo são os islamicos. Tenha mais atenção e pense sempre no reverso da moeda antes de escrever.

     
  • At 11:14 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    E já me ía esquecendo de relembrar que a publicação das caricaturas se efectou há vários meses. Por isso é necessário perguntar porque só agora o mundo islamico está a protestar? A verdade é que muitos dos islamicos que protestam nem sequer viram as caricaturas.

     
  • At 6:34 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it » » »

     
  • At 8:37 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    ola prazer me chamo yasmin
    eu le seu comentario
    e não entendi um pouco
    gostaria de saber como assim??
    os muçulmanos são rascista??
    quer dizer eles não gostam da cor negra
    me explica por favor

     

Enviar um comentário

<< Home